Produção orgânica de hortaliças garante renda na Paraíba

Por |

O período de isolamento social devido à pandemia do coronavírus tem levado muitos produtores rurais a buscarem condições para continuar com as atividades agrícolas. Do município de São Miguel de Taipu, no Vale do Paraíba, vem o exemplo do produtor José Ferreira da Silva Filho, conhecido por Virgulino, do Sítio Paraíso.

Seguindo as normativas e orientações técnicas, ele está garantindo alimentos saudáveis à mesa do consumidor. A produção orgânica certificada de hortaliças garante a comercialização pelo sistema de entrega em domicílio.

Há oito anos trabalhando de maneira convencional, Virgulino foi orientado pala extensionista Eidy Simões, da Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer), vinculada à Sedap, e gradativamente foi introduzindo a sistemática de produção agrícola em sua propriedade.Sao Miguel.4.jpg

O agricultor foi atencioso aos ensinamentos e passou a produzir hortaliças agroecológica na comunidade para o consumo da família, mas vendo que se tratava de um bom negócio, com mercado crescente, passou a trabalhar em maior escala. Recentemente, comprou um veículo para o transporte das mercadorias, o que facilita a entrega.

Com acompanhamento do gerente regional da Empaer em Itabaiana, Paulo Emílio de Souza, a família foi orientada a acessar as políticas públicas, com isso ampliando o projeto de cultivo de hortaliças. Também se adequou às normas para obter certificação de produtor orgânico. O produtor tem acompanhamento do técnico Fábio Pereira.

Nesta fase da pandemia, todos os profissionais da Empaer trabalham por meio do sistema home office, seguindo as determinações do Governo, e quando necessário, vão ao campo utilizando equipamentos de proteção recomendados, como lembrou o presidente da empresa, Nivaldo Magalhães.

Com Ascom