Em Baraúna-PB, Polícia Militar age rápido e prende acusados de assalto na zona rural

Por |

Na noite desta Segunda-feira, (21) quando em rondas pelo sítio São Francisco zona rural de Baraúna-PB, por volta das 21:20 hrs os Militares Cabo Ismael e o Soldado Félix receberam uma ligação informando que estava acontecendo um assalto na casa de seu Luis, no Sitio Mendes.

De imediato os policiais se deslocaram até o local, haja vista estarem bem próximos.

Ao chegarem à residência de uma vizinha próxima a casa da vítima avistaram uma senhora que os informou que seu filho e seu esposo haviam sido baleados ao reagirem a um assalto e que possivelmente os bandidos ainda estavam dentro da residência.

Os militares foram até o local e fizeram uma varredura, mas não encontraram nenhum suspeito nem as vítimas, logo depois com a ajuda de outras viaturas que chegaram e alguns populares foi feita outra varredura que também não teve êxito.

Nesse intervalo obtiveram a informação que as vítimas do assalto haviam chegado ao Hospital Regional de Picuí, em relato a Policia uma das vítimas informou que reconheceu os acusados, e diante das características repassadas, os PMs começaram uma diligência para localizar os mesmos e logo em seguida por volta das 22:30 hrs o primeiro suspeito, Leonardo de Lima, 43 anos Vulgo, (Naldo sem Perna) foi detido com uma arma de fogo, justamente igual a que a vítima havia descrito, e que por volta das 02:00 hrs da manhã o segundo suspeito, Jefferson da Silva de 24 anos foi localizado e preso e com ele não foi encontrado nenhum material ilícito.

Ao verificar a ficha dos acusados foi constatado que Leonardo de Lima havia um mandado de prisão em seu desfavor, além dele responder pelos crimes de latrocínio (roubo seguido de morte), porte ilegal de arma e assalto a mão armada. Já o outro suspeito, Jefferson da Silva, havia respondido por latrocínio e tráfego de drogas.

Diante dos fatos os suspeitos foram conduzidos e o material apreendido para delegacia de Polícia Civil de Picuí para serem tomadas a medidas cabíveis ao caso.

Redação com Ascom

    Sem tags.