Lucy Alves sobre ser a nova Juma: ‘Seria uma honra e um desafio muito gostoso’

22/09/2020 | 10:41 |

“Só tenho que agradecer, muita coisa boa acontecendo”, disse a artista paraibana Lucy Alves. Motivos para vibrar e comemorar é o que não faltam: aos 34 anos, a atriz e cantora viu seu nome aparecer nas listas de atrizes cotadas para viver a personagem Juma Marruá, no remake da novela “Pantanal”, que a Globo vai exibir em 2021; na semana passada, divulgou a versão que fez para “Andar com Fé”, um dos maiores sucessos de Gilberto Gil, de quem ela admite ser muito fã; e, na próxima sexta-feira (25), vai lançar seu novo EP, intitulado “Chama”, em todas as plataformas digitais de áudio.

Lucy, que conquistou uma grande projeção nacional após participar do “The Voice Brasil”, da Globo, em 2013, tem se dividido, nos últimos anos, “entre os palcos de música e os trabalhos de atriz”. Até agora, são três novelas no currículo. O trabalho mais recente na TV foi em “Amor de Mãe”, dando vida à jovem Lurdes, personagem que dividiu com Regina Casé. E, se depender do público, no ano que vem ela aparecerá em mais um folhetim, desta vez como protagonista.

Assim que a Globo confirmou que fará um remake de “Pantanal” – sucesso escrito por Benedito Ruy Barbosa e que foi exibido na extinta TV Manchete, em 1990 –, o nome de Lucy Alves começou a circular na internet como uma das atrizes cotadas para viver Juma Marruá, personagem que foi interpretada por Cristiana Oliveira. Na enquete realizada no portal O Tempo, Lucy ficou em primeiro lugar, com 42% dos votos.

A paraibana disse que ficou surpresa com tamanha repercussão e torcida. “É muito especial quando você vê seu trabalho reconhecido por um número expressivo de pessoas. Acho que qualquer artista se sentiria muito feliz, muito honrado. Eu cheguei a ficar emocionada por ver tantos comentários e pedidos”, contou a artista. “Seria uma honra e um desafio muito gostoso de viver”, afirmou ela, quando questionada se aceitaria o convite para ser a nova Juma. “Mas é uma escolha que agora está nas mãos do autor e da emissora”, ressaltou.

Recordação

Lucy conta que tem uma vaga lembrança da novela “Pantanal”. “Eu tinha apenas 4 anos na época em que a novela foi ao ar pela primeira vez”, disse ela. Segundo a atriz, anos depois, assistiu a trechos da trama quando ela foi reprisada pelo SBT, em 2008. “Aí eu entendi do que tratava a história”, contou.

Entretanto, o que mais chamou a atenção na produção e que ela ainda guarda na memória é a trilha sonora, que trazia canções interpretadas por Ivan Lins, Marcus Viana, Almir Sater, Simone, Sérgio Reis, entre outros artistas. “A trilha sonora dessa novela é muito marcante, e a música tem um papel importante; é a coisa que mais lembro, que me causava essa sensação de ‘uau, que lugar é esse?’”, revelou Lucy.

Novo EP a caminho

Na carreira musical, Lucy Alves tem novidade. Na próxima sexta-feira (25), ela vai lançar, nas plataformas digitais, seu novo EP, que recebeu o nome de “Chama”. “Ele recebeu esse nome por trazer essa vibração, esse calor, essa energia das minhas canções mesmo”, disse ela. “Chegue Chega”, canção que estará no projeto, foi lançada em julho com direito a videoclipe.

“Tem de tudo um pouco: tem música mais dançante, tem música que fala de saudade, tem música que fala de solidão. Então, é um pouquinho da Lucy mulher, que vê a música como uma ferramenta muito importante de liberdade de comunicação, de entretenimento, de informação, desse lugar de encontro através da música, com o reinventar-se, e também com o reencontrar-se ao mesmo tempo”, explicou a artista. “Eu estou muito feliz com o resultado e acho que as pessoas vão se identificar”, pontuou a artista.

Regravação de Gil

“Eu sou fã de Gilberto Gil desde criancinha”, afirmou Lucy Alves, que deixa transparecer na voz a alegria por ter regravado “Andar com Fé”, um dos clássicos do artista baiano. A nova versão foi feita sob encomenda pela Globo, para a trilha sonora da série “Amor e Sorte”, que presta uma homenagem a Gil – músicas do cantor foram gravadas por diversos artistas. “Andar com Fé”, na voz de Lucy, foi lançada na última terça-feira, no segundo episódio da série, que trouxe os atores Taís Araújo e Lázaro Ramos como protagonistas.

“Gil é realmente um artista no qual eu me espelho. Eu vibrei muito por fazer parte dessa trilha e regravar essa música que eu acho que é muito importante para todos nós. Ela tem uma energia, uma positividade; ela é solar”, disse a cantora. “Sem contar que é uma das canções que eu mais amo na vida. Então, realmente é um presente no meio desses dias”, ressaltou ela.

Autoconhecimento

Para Lucy Alves, a quarentena tem sido autoconhecimento. Ela contou que nos últimos dias, principalmente, tem conseguido dar uma respirada e organizar as ideias. “Pude colocar na balança as coisas que eu fiz, o que eu mais gostei, o que eu não gostei e o que eu carregaria comigo”, revelou.

“Fazia muito tempo que eu não parava assim para pensar nos projetos de uma forma mais calma, e também de poder dar uma atenção para algumas coisas que eu queria fazer mesmo, que eu já estava buscando, que era poder pesquisar mais algumas coisas, como meditar”, explicou a paraibana. “Tem sido um período de autoconhecimento, que tem se refletido em composições e em músicas que tenho feito. Então, eu estou considerando um período de mudanças”, completou ela.

Os planos para o futuro também estão sendo pensados agora. “Tenho muitos planos e ideias na cabeça alinhavadas para quando tudo isso passar. Afinal, a gente quer muito voltar à vida ‘normal’”, garantiu. “Eu e minha equipe torcemos para essa vacina sair logo e a gente concretizar tantos sonhos, porque continuamos  sonhando sim, graças a Deus. Tem projeto de shows, projetos para TV, mas tudo são vontades por enquanto”, ressaltou.

Redação

Decisão Judicial

TSE derruba liminar da Justiça paraibana e ma...

23 horas atrás

Mais