João Azevêdo destina R$ 3 milhões para o Bolsa Esporte incluindo os paratletas

Por |

Começam nesta terça-feira (20) as inscrições do programa Bolsa Esporte 2020, que integra as ações do Governo do Estado de incentivo à prática esportiva. O anúncio foi feito pelo governador João Azevêdo, durante o programa semanal Fala Governador desta segunda-feira (19). Serão investidos R$ 3 milhões destinados aos atletas, paratletas e técnicos de rendimento em diversas modalidades esportivas. O edital de abertura das inscrições será publicado no Diário Oficial desta terça (20).

As inscrições serão efetuadas no período de 20 de outubro a 13 de novembro de 2020, no portal do Governo da Paraíba, no endereço paraiba.pb.gov.br no banner com o link do programa. Os interessados farão o download da ficha de inscrição e demais documentos necessários.

O governador João Azevêdo destacou a importância do programa Bolsa Esporte. “É uma bolsa voltada para estas pessoas que representam tão bem a Paraíba, dentro e fora do nosso Estado. São R$ 3 milhões para que, através desse edital, possamos beneficiar também nossos jovens atletas e paratletas que, muitas vezes, dependem de uma bolsa para continuar participando de eventos”, pontuou.

Serão concedidas bolsas nas modalidades Bolsa Representatividade, destinada àqueles que obtiveram bom desempenho representando a Paraíba no passado e não possuem mais índices, mas possuem nomes consolidados; Bolsa Estudantil, destinada aos que se classificaram em primeiro ou segundo lugares nos Jogos Escolares da Juventude e/ou Paralimpíadas Escolares; Bolsa Internacional, destinada aos que possuem índices e resultados importantes em competições internacionais; Bolsa Nacional, para aqueles que possuem índices nas principais competições da respectiva Confederação; e Bolsa Institucional, destinada aos técnicos mediante indicação das Federações Esportivas.

Bolsa Esporte – O programa tem o objetivo de incentivar a prática de esportes, sendo destinado aos atletas e técnicos de rendimento das modalidades olímpicas e paraolímpicas, reconhecidas pelo Comitê Olímpico do Brasil e Comitê Paralímpico Brasileiro, podendo também ser admitidos aos atletas, paratletas e aos técnicos de rendimento de modalidades esportivas vinculadas ao Comitê Olímpico Internacional e ao Comitê Paralímpico Internacional, além das modalidades reconhecidas pela Secretaria Especial de Esportes, do Ministério da Cidadania, sendo reservado o percentual mínimo de 30% das vagas para as mulheres.

Secom-PB