Ceará goleia o Vasco e conquista primeira vitória histórica em São Januário: 4 a 1

Por |

O Ceará foi a São Januário e fez história nesta noite de segunda-feira, no Rio de Janeiro. Venceu por 4 a 1 – gols de Pedro Naressi, Cléber, Saulo Mineiro e Vina, com Andrey descontando – e subiu na tabela. Chegou aos 29 pontos e se afastou da zona de rebaixamento. O time carioca segue no Z-4, cada dia mais ameaçado do rebaixamento.

Primeira vez

Sem vitória até a partida de hoje no mês de novembro, o Ceará jamais havia vencido o Vasco em São Januário. E deu fim ao tabu em grande estilo. Grande partida de Vina, que encontrou soluções no meio de campo e fez grande partida. A vitória repete placar de 1977, quando os cearenses fizeram 4 a 1 no Castelão.

Ceará subiu

A boa vitória fez o time cearense ganhar cinco posição. Foi a 29 pontos – empatado com o rival Fortaleza – e chegou à 10ª colocação. Na 24ª rodada, os cearenses enfrentam o Bahia, em Salvador, no sábado, às 19h.

Vasco na lama

Em turbilhão político sem fim, o Vasco só joga no Brasileiro no domingo, às 16h, contra o Grêmio. O time permanece na 17ª colocação, com 24 pontos – ainda tem um jogo a menos. Antes, nesta quinta-feira, enfrenta o Defensa Y Justicia, às 21h30, pela Sul-Americana. Empate sem gols classifica o Vasco para as quartas de final.

Como foi a partida

Se no primeiro turno, o Vasco surpreendeu com 3 a 0 no Castelão, desta vez o Ceará devolveu o placar elástico. Abriu o placar logo aos três minutos em contra-ataque rápido – depois de erro de domínio de Carlinhos, do Vasco – com Pedro Naressi. Os vascaínos, atordoados, só faziam levantar bola na área.

Aos 25 minutos, Léo Chú ignorou Léo Matos e cruzou forte para Cléber. O centroavante grandalhão, entre Castán e Graça, escorou para fazer o segundo.

Na segunda etapa, o Vasco, cheio de modificações – sem Cano, com Covid-19, Benítez só entrou na metade do segundo tempo -, tentou ir para cima de qualquer jeito. E num bom lançamento de Andrey, diminuiu com Ribamar, de pênalti.

O técnico do Ceará, Guto Ferreira, mexeu no ataque e se deu bem. Lima tirou a bola de Gustavo Torres no campo defensivo – lance que o comentarista de arbitragem Sandro Meira Ricci viu falta – e passou para Saulo Mineiro. O atacante bateu firme e superou Lucão. No fim da partida, Saulo driblou Miranda e foi derrubado. Vina marcou o quarto e homenageou Maradona: 4 a 1 histórico em São Januário.

G1