Palmeiras inicia maratona contra o Grêmio e faz reuniões para chegar forte à final da Libertadores

Por |

Abel Ferreira teve compromisso na CBF, na manhã de quinta-feira (14), durante o sorteio dos mandos de campo das finais da Copa do Brasil. Deu entrevistas, falou sobre a qualidade do Campeonato Brasileiro, e retornou a São Paulo para planejar o Palmeiras até dia 30. Nesta sexta-feira (15), sua equipe começará uma maratona de cinco partidas, antes do encontro decisivo contra o Santos, na final da Libertadores.

No Rio de Janeiro, Maurício Galiotte aproveitou a visita e requisitou a antecipação de Palmeiras x Vasco, de quarta-feira (27), para terça-feira (26). Mesmo que o Palmeiras precise jogar num intervalo inferior a 72 horas, contra Ceará e Vasco, o clube prefere a antecipação, para ter três dias de descanso antes da decisão do Maracanã.

Melhor jogar na terça-feira (26), contra o Vasco, mas isto só acontecerá se também for antecipado o jogo do Santos, contra o Atlético, em Belo Horizonte.

A estratégia do Palmeiras para a maratona que se inicia hoje não para no pedido à CBF. Passa também por definir quem será titular e reserva nos próximos jogos. Quais as partidas prioritárias. Se jogar cinco vezes com os mesmos titulares, contra Grêmio, Corinthians, Flamengo, Ceará e Vasco, antes do encontro com os santistas no Maracanã, não haverá chance de sucesso.

As escalações precisam ser fortes e, ao mesmo tempo, cuidadosas.

Não será fácil.

Ao mesmo tempo, o Palmeiras tem em mente ser o único clube, junto com São Paulo e Internacional, que dependem só de si para ganhar a Série A. Isto porque tem duas partidas a menos do que o líder e confronto direto com os são-paulinos.

O argumento do Palmeiras para pedir a antecipação é que está sendo punido por seu próprio sucesso. Por que terá de enfrentar o Vasco três dias antes da finalíssima da Libertadores? Porque esta partida foi adiada da primeira rodada, data em que o Palmeiras disputava a final do estadual. Por que terá de enfrentar o Botafogo no dia 2 de fevereiro, mesma data em que pode precisar estar no avião, a caminho de Doha, se classificar-se para o Mundial de Clubes? Por vencer a Libertadores, se isto ocorrer.

Quanto mais sucesso, maior o castigo. Consequentemente, menor a chance de conquistar todos os torneios.

É por isto que o Palmeiras se reúne e discute qual a melhor estratégia, para tentar ganhar a Libertadores. Para isso, não será possível castigar os titulares em todas as rodadas do Brasileiro.

G1