Vasco se impõe em São Januário e vence o Atlético-MG, que reage tarde demais

Por |

Ao menos até a metade do segundo tempo, o Vasco fez uma grande partida na noite deste sábado, em São Januário. A equipe de Luxemburgo chegou a abrir três gols de diferença diante do Atlético-MG, um dos postulantes ao título do Brasileirão – em um dos gols, o terceiro, colocou o time de Sampaoli na roda para que Cano pudesse marcar um golaço. O Galo reagiu, mas fez isso tarde demais e vai voltar para Belo Horizonte com uma derrota por 3 a 2 que certamente atrapalha os planos.

Fora da zona de rebaixamento

Independentemente dos resultados de domingo, o Vasco vai terminar a rodada fora da zona de rebaixamento. A equipe chegou aos 35 pontos e pulou para a 14ª posição. Pode ser ultrapassado por Fortaleza (que tem 35) e por um dos dois clubes que vão se enfrentar: Bahia e Sport, ambos com 32. É esse confronto que impede que o Vasco volte para a zona da degola.

E se… ?

Antes de sofrer os três gols, o Atlético-MG teve grande chance de abrir o placar e poderia muito bem ter saído na frente se Hyoran não desperdiçasse a cobrança de pênalti. O camisa 20 acertou o pé da trave aos 14 minutos do primeiro tempo. Três minutos depois, Cano marcou para o Vasco.

Vasco se impõeCano comemora o gol, com Gabriel ao fundo. Vasco x Atlético-MG em São Januário

Depois do susto que foi o pênalti desperdiçado pelo Galo, o Vasco acordou na partida e abriu o placar logo em seguida num lance em que Arana cochilou e Léo Matos foi muito esperto para conseguir passar para Cano. Ainda no primeiro tempo, com mais uma assistência de Léo Matos, Pikachu ampliou. Benítez também fez grande partida, embora não tenha participado dos dois primeiros gols. Mas ele teve bastante mérito no terceiro, com toda a construção e assistência para Cano finalizar. Apesar dos gols sofridos no fim, o time cruz-maltino fez uma grande partida em São Januário.

O gol do jogo

O segundo gol de Cano na partida, o terceiro do Vasco, foi uma pintura. Benítez construiu a jogada desde o campo defensivo, tabelando ora com Léo Matos ora com Talles Magno. Já na intermediária, levantou a cabeça e meteu para Cano, que dominou no peito por trás da defesa e bateu de esquerda sem deixar a bola cair. Ela morreu no cantinho do goleiro Everson.

VAR decisivo

O árbitro de vídeo foi importante em lances decisivos da partida. Primeiro no pênalti do primeiro tempo. O árbitro Vinícius Gonçalves Dias Araújo só marcou depois que foi chamado para rever na tela o lance em que Léo Gomes usou o braço para cortar o cruzamento dentro da área. Já no segundo tempo, ele apontou sem hesitar um pênalti de Castan em cima de Jair, mas de novo reviu o lance no vídeo e voltou atrás. De acordo com o comentarista Sandro Meira Ricci, da Central do Apito, as duas decisões foram corretas.

Duelo à parte

Vanderlei Luxemburgo e Jorge Sampaoli protagonizaram um baite duelo na beira do gramado. O técnico do Vasco reclamava da postura do argentino desde os primeiros minutos de jogo e pedia ao quarto árbitro para que interferisse. Em determinado momento os dois treinadores chegaram a bater boca. LEIA MAIS!

Pode piorar…

Com a derrota, o Atlético-MG estacionou nos 54 pontos e vai terminar a rodada em quarto lugar mesmo. Só que a situação ainda pode piorar porque Internacional e Flamengo ainda entram em campo no domingo e vão abrir respectivamente oito e quatro pontos de distância para o Galo em caso de vitória. Clique AQUI e veja a classificação completa do Brasileirão.

Próxima rodada

As duas equipes voltam a campo pelo Brasileirão no domingo da semana que vem. Às 16h (de Brasília), o Vasco recebe o Bahia novamente em São Januário. Às 17h, é a vez do Atlético-MG enfrentar o Fortaleza no Mineirão.

Com G1