Campanha de vacinação contra gripe na Paraíba começa segunda 12 de abril

Por |

A 23ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza começa no próximo dia 12 de abril na Paraíba. Em entrevista ao ClickPB, o secretário de Saúde, Geraldo Medeiros, explicou que a meta é imunizar 1.507.993 paraibanos. Segundo ele, a vacinação obedecerá a ordem de grupos na sequência de prioritários. A imunização acontecerá em três fases e terminará dia 9 de julho de 2021.

De acordo com o Informe Técnico do Ministério da Saúde, na primeira etapa serão vacinadas crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas, povos indígenas e trabalhadores da saúde. Já na segunda, idosos com 60 anos e mais, professores das escolas públicas e privadas. Na terceira e última etapa será a vez de: pessoas portadoras de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, pessoas com deficiência permanente, forças de segurança e salvamento, forças armadas, caminhoneiros, trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso, trabalhadores portuários, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

A campanha de vacinação contra a influenza coincidirá com a realização da vacinação contra a covid-19. Assim, o secretário reforçou que a população deve ficar atenta aos dias de vacinação e procurar receber as imunizações tanto da covid-19 como da influenza, respeitando o intervalo de cada uma. “São campanhas distintas e vacinas também”, disse.

Segundo o Ministério da Saúde, é importante que seja priorizada a administração da vacina covid-19, para pessoas contempladas no grupo prioritário para a influenza e que ainda não foram vacinadas contra a covid-19. Nestas situações, deve-se agendar a vacina influenza, respeitando o intervalo mínimo de 14 dias entre as vacinas. Além disso, todas as medidas de prevenção à transmissão da covid-19 nas ações de vacinação contra Influenza deverão ser adotadas

A vacinação contra a influenza permitirá, ao longo de 2021, prevenir o surgimento de complicações decorrentes da doença, óbitos e suas consequências sobre os serviços de saúde, além de minimizar a carga da doença, reduzindo os sintomas que podem ser confundidos com os da covid-19. As ações de imunizações continuam a ser extremamente importantes para a proteção contra a influenza e devem ser mantidas apesar de todos os desafios frente à circulação contínua ou recorrente do SARS-CoV-2.

Confira a seguir com exclusividade como se dará a distribuição dos grupos prioritários por etapas e datas de início da vacinação:

Redação com MS

    Sem tags.