Santos vence San Lorenzo e se aproxima de fase de grupos da competição

Por |

O Santos teve autoridade, chegou a sofrer por alguns momentos, mas venceu o San Lorenzo por 3 a 1 na noite desta terça-feira, em Buenos Aires, e abriu ótima vantagem na disputa por uma vaga na fase de grupos da Copa Libertadores. O jogo de ida da terceira fase começou muito bem para o Peixe, que marcou com Lucas Braga e Marinho, de pênalti, no primeiro tempo. No segundo, Ángel Romero, ex-Corinthians, diminuiu e ensaiou uma pressão, mas Ângelo, de 16 anos, marcou nos acréscimos e garantiu a vantagem santista – o time de Ariel Holan pode até perder por um gol de diferença para se classificar. Assista aos melhores momentos da partida na Argentina:

O que vem por aí?

Santos e San Lorenzo voltam a se enfrentar na próxima terça-feira, às 21h30, no Mané Garrincha, em Brasília. Vitória, empate ou derrota por um gol de diferença (ou 2 a 0) dão a vaga ao Santos, enquanto o San Lorenzo precisa vencer por três gols de diferença (ou dois, caso faça quatro gols ou mais). Um 3 a 1 a favor dos argentinos leva a decisão para os pênaltis. Quem se classificar avança à fase de grupos, já sabendo quais adversários vai enfrentar – o sorteio das chaves da Libertadores é na próxima sexta-feira, antes do jogo de volta. CLIQUE AQUI e veja a tabela da competição.

Garoto faz históriaSantos comemora gol na Argentina

Aos 16 anos, Ângelo se tornou o jogador mais jovem a fazer gol em uma Libertadores. O garoto, considerado uma das maiores promessas do Santos nos últimos anos, já havia entrado para a história ao se tornar o jogador mais jovem a entrar em campo na competição continental. Agora, tem dois feitos históricos.

Marinho voltou!

Após quase dois meses afastado por conta de lesão e também de Covid-19, o atacante fez seu primeiro jogo na atual temporada e mostrou personalidade ao pedir a bola em pênalti sofrido por Marcos Leonardo e cobrar com perfeição, ajudando o Santos.

Primeiro tempo

Jogando em casa, o San Lorenzo começou pressionando a saída de bola, provocando erros e levando dificuldades ao Santos, que soube segurar a pressão inicial e, aos poucos, jogar nos espaços deixados pela equipe argentina – principalmente pelas laterais. Com paciência e passes trocados de pé em pé, o Peixe abriu o placar antes dos 10 minutos com Lucas Braga, que avançou pela esquerda, deu um corte em Palacios e chutou no canto. O San Lorenzo conseguiu furar a marcação do Santos poucas vezes e investiu mais em bolas longas – na única chance trabalhada por baixo, Pittón foi travado por Kaiky na hora da finalização. No fim, Marcos Leonardo sofreu pênalti claro do goleiro Devecchi, e Marinho cobrou com perfeição para ampliar a vantagem e coroar seu retorno ao Santos após quase dois meses.

Segundo tempo

O Santos controlou o jogo até a metade do segundo tempo, pelo menos, procurando tabelas, jogadas rápidas e quase fazendo o terceiro gol, com Lucas Braga aproveitando bom cruzamento de Pará e cabeceando para grande defesa de Devecchi. O San Lorenzo, porém, aproveitou a maior bobeada do rival para diminuir e incendiar o jogo – num lance que começou em cobrança de lateral e sem Felipe Jonatan em campo, Fernández avançou sozinho pela direita e cruzou para Ángel Romero marcar. Depois, o que se viu foi pressão da equipe argentina, na base do abafa – Óscar Romero teve grande chance após bate-rebate e chutou para fora. João Paulo fez boas defesas e também garantiu o placar. Ariel Holan só fez mudanças no time no fim, lançando Ângelo, Soteldo e Bruno Marques – os dois primeiros quase ampliaram a vantagem em chutes que exigiram boas defesas de Devecchi. Ângelo, nos acréscimos, deu números finais no 3 a 1 a favor do Santos.

Com GE

    Sem tags.