Um em cada sete jovens sofreu de transtorno mental e Assembleia realiza sessão para debater o tema

Por - em 3 horas atrás 12

Pesquisa realizada pela Unicef em 2021 mostrou que um em cada sete jovens, de até 19 anos, convive com algum transtorno mental. Além disso, também mundialmente, cerca de 46 adolescentes morrem por suicídio a cada ano, uma das cinco principais causas de morte nessa faixa etária. Para debater o tema, a Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) realiza na próxima quinta-feira (9), a partir das 9h30, uma sessão especial para discutir o tema. A sessão foi proposta pela deputada estadual Rafaela Camaraense (PSB), autora do projeto de Indicação (1.078/22) que cria a Política Estadual de Cuidado e Saúde Mental da Juventude.

“Após dois anos e meio de pandemia, percebemos que a demanda por cuidados da saúde mental se evidenciou em todos os âmbitos e, no campo educacional não seria diferente. Somos uma sociedade centrada no adulto, que não oferece a atenção devida aos jovens. Precisamos ouvi-los de forma mais empática e sem julgamentos. É importante tratar o assunto com a seriedade que merece, pois não é preguiça e nem frescura, é um problema grave, que coloca em risco a vida de pessoas”, disse.
 
Rafaela Camaraense afirmou ainda que as novas gerações poderão sentir o impacto da pandemia por anos. Isso porque os jovens tiveram que ficar longe do ambiente escolar, dos amigos e até de pessoas da família por muito tempo, elementos considerados fundamentais durante esse período de vida. “Muitos perderam pais, avós, parentes, amigos e conhecidos. Isso abala a cabeça de qualquer uma, ainda mais de um jovem que se encontra em formação”, disse.

Assessoria