Novo Padre de Picuí e Frei Martinho saúda população; Veja a mensagem

Por - em 3 minutos atrás 3

Após publicação da carta circular pela Diocese de Campina Grande, anunciando a transferências e nomeação do padre Claudeci Silva Soares para a paróquia de São Sebastião de Picuí, Seridó paraibano, o pároco publicou em suas redes sociais, uma mensagem de saudação à população de Picuí e Frei Martinho.

Pe. Claudeci Silva Soares é natural de Barra de Santa Rosa, e vem da paróquia de Sumé.

Confira abaixo a mensagem de saudação:

Amado povo de Deus, graça e paz!

Caros irmãos, Pe. Lúcio Flávio Falcão de Araújo – Pároco, Pe. Joselino Mendes Gonçalves – Vigário Paroquial e Diácono Wanderley José Dantas.

O Senhor me chamou para ser um sinal do seu amor junto de meus irmãos. “Aqui estou. Envia-me!” (Is. 6,8)

Foi com atitude de amor e consciente de tamanha tarefa que recebi e acolhi o chamado de Deus, por meio do meu Bispo, Dom Dulcênio Fontes de Matos em aprovação junto ao Conselho Presbiteral da nossa Diocese de Campina Grande para assumir os trabalhos pastorais na Paróquia do Glorioso Mártir São Sebastião com sede na cidade de Picuí–PB, nesta quinta-feira, memória de São José de Anchieta, missionário jesuíta, grande Apóstolo do Brasil.

Certamente estão perguntando quem será esse padre e como será?  Sou um homem simples e humilde as portas dos meus 50 anos de existência, de família simples e temente a Deus. Sobre os cuidados de meus pais, Maria das Dores e Francisco de Assis, sob o olhar de Nossa Senhora da Conceição e Santa Rosa de Lima da vizinha Paróquia de Barra de Santa Rosa- PB. Almejando os meus 15 anos de ordenação sacerdotal no próximo dia 25 de julho, Festa de São Tiago Apóstolo, confiando sempre na misericórdia de Deus revelada em Cristo Jesus, “carregando este tesouro em vaso de barro” como diz o Apóstolo Paulo (2Cor 7,4). Sempre tendo consciência das minhas limitações humanas, mas tendo a certeza da graça divina, que jamais me faltou durante estes anos e nunca há de faltar, porque confio sempre na fonte inesgotável do amor do Coração de Jesus, pois me tornei sacerdote, segundo o Coração misericordioso de Jesus.

Para inspirar o meu ministério sacerdotal, escolhi o trecho do Evangelho de Lucas, sempre consciente de que é preciso ir mais além: “Avance para águas mais profundas, e lancem as redes para a pesca. Mestre, em atenção à tua palavra vou lançar as redes” (Lc 5,4-5). Que o dom da minha vida e o meu ministério sacerdotal estejam em sintonia de comunhão com Cristo nosso Senhor. Pedindo a intercessão da Mãe de Deus como lembra o Papa Francisco, na memória de Maria, Mãe da Igreja, “ajuda-nos a entregar-nos plenamente a Jesus, a crer no seu amor, sobretudo nos momentos de tribulação e de cruz, quando nossa fé é chamada a amadurecer”.

Recebendo do meu Bispo a nomeação como o novo pároco para Paróquia acima aludida, situada na Cidade de Picuí, encontro-me mergulhado de surpresa e alegria. Expresso então, meu sentimento de comunhão com a Igreja de Jesus Cristo e gratidão ao nosso Bispo Dom Dulcênio Fontes de Matos, que me confiou esta missão, porém também elevo meu sentimento de quão reponsabilidade.  Confio na força do Espírito Santo que me guiará nesta tarefa e conto com a acolhida de cada devoto de São Sebastião.

Assim, elevo minha gratidão ao querido e amado povo da Paróquia Nossa Senhora da Conceição da amada cidade de Sumé, que ao longo destes mais de sete anos me acolheu com tanto amor, contribuindo para o meu sacerdócio, tornando consciente e mais sensato, vivenciado entre alegrias e tristezas. Contando, também com o meu irmão Pe. Naelson, que me ajudou com seu jeito a ter mais paciência e saber viver entre irmãos. Foi nessa terra que exerci meu diaconato compartilhando e sendo orientado sobres os cuidados de Pe. Paulo Roberto de Oliveira (in memoriam).  Assim, me tornei um sacerdote mais consciente e experiente frente aos desafios da vida dispensado a um sacerdote. Levarei comigo marcado no meu coração cada família, cada comunidade, cada Distrito, cada amigo conquistado ao longo desses anos a me confiado, sob o olhar da ínclita Mãe do Senhor, como catamos no hino de nossa padroeira. Desse modo, levo no meu coração as lembranças dos bons tempos e uma gratidão por tudo que passei aqui.

Desde já, elevo minha gratidão, ao meu irmão Pe. Lúcio Flávio Falcão de Araújo que exerce a missão de cuidar e pastorear o povo de Deus atualmente nesta Paróquia tão querida. Rejubila-me em ser acolhido nesta nova missão Paroquial. Que Deus me ajude, juntamente com os devotos de São Sebastião. Assim, termino dizendo com as palavras do hino desta terra: “dá prazer, causa emoção ao coração e vontade de amar”, porque “teu seio esconde em minerais grandes tesouros”, entre eles, os filhos amados de São Sebastião. Sob o olhar de Nossa Senhora da Guia, padroeira de Frei Martinho, Rainha do céu e intercessora de todos nós seus filhos. Rezem por mim!

Em Cristo Jesus,

Pe. Claudeci Silva Soares.

Portal do Curimatau

    Sem tags.