Polícia Civil confirma que corpo encontrado em Jaçança é de jovem de Nova Floresta; avó sofre infarto e morre antes de confirmação de identidade do neto

Por Edson Fherreyra - em 3 semanas atrás 39

A Polícia Civil do Rio Grande do Norte (PC-RN), por meio do Instito Técnico-Científico de Perícia (ITEP-RN), identificou que o corpo encontrado em avançado estado de decomposição no município de Jaçanã, localizado na região do Trairi potiguar, é de José Ailton Dantas, de 20 anos, conhecido popularmente por “Dalua”.

O jovem, que é natural e residente do município de Nova Floresta, localizado na região do Curimataú da Paraíba, estava desaparecido há dias, e foi encontrado na última segunda-feira (5), no sítio Boca da Mata, na zona rural do município jaçanaense.
Como visto pelo Portal Picuí Hoje, o corpo José Ailton foi encontrado por populares, que relataram terem sentido um forte odor vindo da área de mata e acionaram as autoridades policiais, que rapidamente compareceram no local, isolaram a área e acionaram oITEP para realizar os procedimentos de praxe e o recolhimento do corpo para realização de exames cadavéricos.
De acordo com informações de familiares, por meio dos exames foi possível identificar o corpo do jovem e constatar que o mesmo foi alvejado por disparo de arma de fogo, na região da cabeça.
Até o momento da postagem desta notícia não haviam informações acerca da motivação, como também de suspeitos do crime. José Aiton será sepultado no Cemitério Público de Nova Floresta.
Consequência
Dona Maria José Dantas da Silva, avó e mãe de criação de José Ailton Dantas, morreu aos 58 anos, na segunda, vítima de um infarto, logo após de tomar conhecimento de que um corpo havia sido encontrado em Jaçanã, que supostamente seria do neto que estava desaparecido.
O município de Jaçaná faz fronteira com a Paraíba, ficando há cerca de nove quilômetros de distância de Nova Floresta.

    Sem tags.